terça-feira, 7 de outubro de 2008

Humor-Ciência: Nobel da Química de há dois anos

[Sempre na crista da onda, um texto sobre o Nobel da Química de 2006]

Nobel da quimica pelo melhor entendimento da cerveja

O Nobel da Química de há dois anos foi atribuído pelas contribuições para o entendimento da base molecular da transcrição eucariota, permitindo compreender como é que as leveduras da cerveja traduzem o ADN para ARN.

Algum do aparato experimental usado pelo Dr. Roger Kornberg para estudar a transcrição da levedura Saccharomyces cerevisiae, o seu eucariota preferido, logo seguido da sua mulher. O laureado Nobel chegou a lançar no mercado a cerveja Kornberg 1664, que nunca atingiu no entanto a notoriedade da Kronenberg 1664, por razões meramente relacionadas com distribuição, já que a transcrição de ADN nas leveduras que fazem a Kornberg 1664 é irrepreensível.

3 comentários:

picuinhas disse...

David,

Como multifacetado que és podias suceder ao humor, o espirito cientifico que te ilustra e traduz, nao? :-)
Como Dr. em Quimica e Doutor em Bioquimica deves saber que dia é hoje.

http://nobelprize.org/nobel_prizes/chemistry/laureates/2008/press.html

Podes blogar um pouco sobre este assunto? Os idiotas, ignorantes e pouco proactivos como eu ficariam contentes... :-)

David Marçal disse...

Está bem :-)

Nelson disse...

A 1664 é da Kronenburg, não da Kronenberg. Isto de quem está sempre a voltar a França (mesmo que seja sempre pela última vez) não se admite, pá!

PS: morei em Estrasburgo uns tempos. Tinha sempre 1664 no frigorífico (acompanhada de Super Bock e tremoços, que na Alsácia há sempre lojas portuguesas à mão)