sábado, 18 de abril de 2009

HUMOR: Lisandro quântico

(Um texto meu do Inimigo Público, a proposito de um "caso". Com algum atraso em relação a Rui Santos, aqui fica)

Yebda é simultaneamente uma onda e uma partícula, braço actuou por efeito de túnel, e o tempo passou mais devagar para o árbitro


As razões para que o braço de Yebda tenha causado a queda de Lisandro não se explicam à luz da física clássica de Newton. É necessário recorrer à teoria da relatividade para explicar como o árbitro viu este lance e à física quântica para perceber a interacção do braço de Yebda com Lisandro.

Segundo a física clássica, o braço de Yebda é uma coisa sólida que quando choca com Lisandro pode eventualmente fazê-lo cair.

Segundo a física quântica o braço de Yebda pode ser descrito como uma onda e Lisandro como uma barreira de potencial. O braço de Yebda pode passar para o outro lado de Lisandro, mesmo que não tenha energia para o atravessar. Não há propriamente um choque mecânico, que possa provocar a queda de Lisandro.

Mais física quântica Física quântica: há incerteza quanto à posição e velocidade de Lisandro
Ou se sabe onde está ou para onde vai. Nem sequer podemos garantir que tenha passado a uma braçada de Yebda.

E agora uma pitada de Teoria da Relatividade: Lisandro descolava-se à velocidade da Luz e o árbitro estava parado
Para o árbitro passaram três anos desde o início da queda de Lisandro e não se lembrava bem do início.
David Marçal

2 comentários:

K disse...

Curiosamente, mesmo pelas duas teorias, o senhor continua a ser um palhaço tripeiro.

Lobo Cinza disse...

:))
Olha quem é ele...
O mundo é mesmo pequeno, até na Blogosfera...
Encontrei-te a seguir link's no Público... very nice!!!
Espero qu esteja tudo bem contigo, nós continuamos cá por baixo, na Cruz... Vê lá se apareçes para uma café!!!

Abração,
Saudações, e...

Aúúúúúúúúúúúúúúúú...